Movimento Pró-Paraná e IEP manifestam apoio a Portos do Paraná pela obra de derrocagem da Pedra da Palangana

O Movimento Pró-Paraná e o Instituto de Engenharia do Paraná (IEP) se unem ao G7, grupo que reúne entidades da sociedade civil e econômica do Paraná, ao assinar carta conjunta em apoio a Portos do Paraná pela obra de derrocagem da Pedra da Palangana, que em decisão judicial em sede liminar suspendeu o início da mesma, através da Ação Civil Pública nº 5041964-50.2021.4.04.7000, proposta pelo Ministério Público Federal.

O texto ressalta que “a modernização e ampliação da Portos do Paraná é uma questão estratégica para o setor produtivo, e a potencialização dos Portos irá incentivar novos investimentos, gerando riqueza, promovendo a criação de novos postos de trabalho”.

A carta alerta que hoje se encontra ameaçada toda a perspectiva de progresso advinda do ganho competitivo que a obra da derrocagem da Pedra da Palangana trará para a sociedade paranaense e para o Brasil, além disto, coloca sob ameaça a continuidade de operações, que podem encontrar em outros portos maiores vantagens comerciais e capacidade de receber embarcações de maior porte.

Neste sentido, o G7, o IEP e o MPP, vêm acompanhando este processo deste o licenciamento junto ao IBAMA e conhece inúmeros programas ambientais mitigadores, realizados pela Portos do Paraná, para a concessão da licença, na execução de programas de monitoramento, controle e prevenção, com substanciais investimentos para tornar o Paraná cada vez mais atrativo para o comércio internacional.

Confira a íntegra da carta aqui.

Sobre o G7

O G7 é formado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep), Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Federação e Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Fecoopar), Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (Faciap), Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado do Paraná (Fetranspar) e pela Associação Comercial do Paraná (ACP).