Presidente do Movimento Pró-Paraná concede entrevista à Gazeta do Povo

O presidente do Movimento Pró-Paraná, Marcos Domakoski, falou em entrevista à Gazeta do Povo sobre a revisão do Anexo C do tratado da Itaipu Binacional, que estabelece as bases financeiras e de prestação de serviços de eletricidade para o Brasil e Paraguai. A revisão deve acontecer até 2023. “A intenção é estabelecer um novo modelo que seja mais adequado ao Paraná e corrija injustiças cometidas há 50 anos no que se refere às compensações ao estado”, afirma Domakoski.


O Movimento Pró-Paraná luta para que haja compensações para as grandes perdas que o Paraná teve em consequência da construção da usina. Na última semana, o Pró-Paraná e o Instituto de Engenharias do Paraná enviaram ofício ao governador Ratinho Junior colocando as entidades à disposição para discutir o assunto.

Juntamente com o Instituto de Engenharia do Paraná (IEP), o Pró-Paraná também encaminhou aos deputados federais que representam o estado um pedido para que intervenham junto Presidente da República para pedir o veto do artigo 21 da MP 1031/2021. Isso porque o artigo, em desnecessária antecipação da questão e sem o devido debate, engessa a destinação dos recursos excedentes, impedindo que se faça justiça histórica ao Paraná.

Leia a matéria na íntegra: https://www.gazetadopovo.com.br/parana/pr-ve-chance-recuperar-perdas-itaipu-esbarrar-privatizacao-eletrobras/