Pró-Paraná envia ao ministro da Defesa mensagem de apoio à instalação de escola de sargentos em Ponta Grossa

Em mensagem encaminhada ao ministro da Defesa, General Braga Neto, nesta segunda-feira (12/7), o Movimento Pró- Paraná expressou seu apoio à instalação da Escola de Formação de Sargentos das Armas (ESA) em Ponta Grossa, na região paranaense dos Campos Gerais. Também disputam a instalação da instituição as cidades de Santa Maria (RS) e Recife (PE). Confira a íntegra da mensagem encaminhada ao ministro:

 

“O Movimento Pró-Paraná, que trabalha com o incentivo ao progresso e os potenciais paranaenses, vem por meio desta solicitar especial atenção à possibilidade de instalação da Escola de Formação de Sargentos das Armas (ESA) em Ponta Grossa. A cidade tem localização estratégica, é próspera, bem estruturada e, ao mesmo tempo, ainda terá muito a crescer com a presença de tão valorosa entidade.

Com 355 mil habitantes, Ponta Grossa é maior cidade nas proximidades da capital, Curitiba, da qual fica a 108 quilômetros. O município é acessível a viajantes e empreendedores de todos os pontos do Brasil, estando a 130 quilômetros do Aeroporto Internacional Afonso Pena e a 200 quilômetros do Porto de Paranaguá.

Ainda em relação à mobilidade, o território ponta-grossense é cortado pela BR-376, a Rodovia do Café, que faz a ligação do porto e da capital com o Norte e Noroeste do Paraná, além de estados como São Paulo e Mato Grosso do Sul. O acesso também é facilitado para Santa Catarina, Rio Grande do Sul e até Brasília. A maioria dessas rotas é duplicada e com mais melhorias planejadas para breve.

Também são pontos positivos da cidade as estruturas de energia e saneamento básico. Em Ponta Grossa, 100% dos domicílios são abastecidos por rede de água tratada e o tratamento de esgoto chega a 91% da população. Esse cenário coloca a cidade na 14ª posição no índice de saneamento no país.

No ranking de industrialização, a cidade é a 51ª do país e conta com empresas como Ambev, Continental, Grupo Madero, Makita e Tetra Pak. Destaca-se ainda a presença de gigantes do agronegócio, como Bunge, Cargill e BRF.
Essa breve apresentação do contexto e das condições do município mostra o que poderá ser disponibilizado aos militares e suas famílias que venham a se instalar em Ponta Grossa para fazer sua formação. Mas vale ressaltar ainda a boa vontade dos gestores públicos, tanto municipais quanto estaduais para suprir as demandas necessárias à efetivação do projeto.

Vale observar que Ponta Grossa já é sede das unidades militares 5ª Brigada de Cavalaria Montada, Esquadrão de Comando da 5ª Brigada de Cavalaria Montada; 3º Regimento de Carros de Combate; 13º Batalhão de Infantaria Blindado e 25º Pelotão de Polícia do Exército Mecanizado.

A instalação da Escola de Formação de Sargentos das Armas (ESA) é de amplo interesse de toda a sociedade paranaense, que compartilha com os cidadãos de Ponta Grossa a expectativa de contribuir com essa iniciativa e anseia pelos benefícios dela advindos. Como representante da sociedade civil, o Movimento Pró-Paraná reitera amplo apoio ao projeto de trazer a entidade para o estado e faz votos de que a empreitada tenha bom êxito e em breve possamos presenciar a inauguração de sua sede em terras paranaenses.

Marcos Domakoski
Presidente do Movimento Pró-Paraná”