Pró-Paraná lamenta o falecimento do ex-governador Emílio Gomes

Com profundo pesar, o Movimento-Pró-Paraná comunica o falecimento do ex-governador do Paraná Emílio Hoffmann Gomes, 96 anos, ocorrido nesta sexta-feira, 20 de agosto, em Curitiba. Nascido em Ponta Grossa, em 19 de julho de 1925, ele cresceu em Irati, onde fez seus primeiros estudos. Em 1949 graduou-se pela Faculdade de Engenharia do Paraná, passando em seguida a trabalhar do Departamento de Água e Energia Elétrica do estado. No biênio 1961/1962, presidiu o Sindicato dos Engenheiros do Paraná

A vida política começou em 1961, com a filiação ao Partido Democrata Cristão e, em seguida, com a disputa de eleições para a Câmara dos Deputados. Ocupou o posto parlamentar por três mandatos (1963 a 1973), tendo integrado a comissão executiva da Câmara e algumas comissões parlamentares de inquérito, dentre as quais a que tratou das questões da Rodobrás e da indústria automobilística. No fim dos anos 60, na condição de deputado federal, participou de reuniões plenárias do Parlamento Latino-Americano no Equador e na Guatemala.


Em 1973, com a morte do então governador Pedro Viriato Parigot de Souza, Gomes foi eleito pela Assembleia Legislativa para cumprir o restante do mandato. Ao tomar posse anunciou um conjunto de metas para fortalecer o desenvolvimento do Paraná. Logrou integrar o Paraná ao processo do desenvolvimento nacional; aprofundar o entrosamento entre governo e iniciativa privada e fortalecer a base econômica do estado e a expansão de seus centros de crescimento, aproveitando as oportunidades de suas potencialidades naturais.

Em sua gestão, Gomes deu prioridade à implantação de cidades industriais, reforçou o apoio governamental à agricultura, desenvolveu uma política municipalista e investiu na educação e cultura, deixando as marcas de seu trabalho como legado para o Paraná.


“O Pró-Paraná se solidariza à família Gomes neste momento de dor. Perdemos hoje alguém que muito lutou pelo desenvolvimento do Paraná, sempre com uma visão inclusiva, voltada para a soma de esforços das mais diversas áreas. Ficam, para nós, as lições de trabalho pelo bem comum e de diálogo permanente em busca de convergências que fortaleçam o nosso estado.”, afirma Marco Domakoski, presidente do Movimento Pró-Paraná.