Comitê de Infraestrutura acompanha o XII Congresso Brasileiro de Regulação sobre Energia

O Comitê de Infraestrutura do Movimento Pró-Paraná (MPP) e do Instituto de Engenharia do Paraná (IEP) reuniu-se nesta terça-feira (16) para conhecer um resumo do XII Congresso Brasileiro de Regulação de Energia feito por Ademar Cury e a palestra que ele apresentou sobre Fontes Renováveis Firmes e Intermitentes – Panorama Atual, Perspectivas e Desafios, neste evento.

O presidente do MPP, Marcos Domakoski abriu a reunião e passou a palavra ao presidente do IEP, Nelson Gomez, que mencionou sobre a próxima reunião do CRBAL, no início da tarde no IEP.

Cury salientou a abrangência do evento, destacou as diversas agências reguladoras presentes (petróleo e gás, transporte e logística, saneamento básico, recursos hídricos, saúde, etc), além de suas questões jurídicas, institucionais e de controle social.

Destacou especialmente duas: a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), no tocante à necessidade de mudar a cobrança do ICMs e a Agência Nacional de Águas (ANA), sobre o aproveitamento múltiplo dos recursos hídricos e afirmou que a crise hídrica que o país enfrenta, deve-se mais à falta de reservatórios, do que à escassez de água.

O presidente da ANA apresentou quatro temáticas importantes:

– Criar um grupo de trabalho para equacionar a gestão da água;

– Planejar os diversos usos da água.

– Construir reservatórios mais eficazes nas cabeceiras dos rios;

– Modernização no licenciamento ambiental.

O Secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do Governo do Estado do Paraná, “fez um manifesto” afirmando que “a solução para o futuro do mercado renovável só pode ser obtida com o uso coordenado, compartilhado e equilibrado de todas as fontes renováveis” e que “a retomada da hidroeletricidade é fundamental para atender à necessária diversidade da matriz para compensação das demais fontes renováveis”.